Obter seguro de vida é importante para muitas pessoas. Conheça todos os tipos de seguro e descubra qual se encaixa melhor na sua vida!

Publicidade

Você sabe o que é seguro de vida e como ele funciona? Ter essas informações é importante ao buscar proteção para você e sua família.

Publicidade

Além disso, contratar o tipo de seguro e entender os termos do contrato não é uma tarefa fácil! Portanto, quanto mais pesquisas você fizer antes de fechar o negócio, melhor.

Publicidade

Pensando nisso, preparamos um conteúdo para te ajudar e tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto, continue lendo!

O que é seguro de vida?

Existem vários tipos de seguro, e o seguro de vida é um deles. Funciona como uma garantia de que, se algo acontecer com o segurado, a família não será abandonada financeiramente.

É a indenização paga pela seguradora, que é um valor estipulado na apólice, para os familiares indicados pelo contratante após sua morte.

No entanto, na prática não é tão fácil. Existem diferentes tipos de seguro de vida e cada um deles oferece um tipo de cobertura. Saiba quais são os seguintes.

Tipos de Seguro de Vida

Antes de falar sobre os tipos de cobertura, é necessário estabelecer que, em um contrato de seguro de vida, existem as seguintes nomenclaturas:

  • Titular: quem faz o seguro. É ele quem tem vida e saúde assistida. Pode ser individual ou familiar;
  • Beneficiário: quem recebe o valor do seguro se algo acontecer com o titular. É escolhido pelo titular.

Por isso, ao escolher um seguro de vida você deve analisar bem quais são suas prioridades e objetivos de vida e, principalmente, qual a importância do seguro.

Isso porque, existem diferentes tipos de seguro, que podem atender diferentes etapas da vida de uma pessoa, veja:

Tradicional

Como já discutimos, é o tipo de seguro que as pessoas conhecem melhor, em que um valor pré-estabelecido é pago ao beneficiário em caso de morte do titular.

No entanto, no seguro tradicional, se o titular deixar de pagar os benefícios, o valor aplicado não poderá ser resgatado.

Resgatável

Como na opção tradicional, mas na modalidade a pagar, o titular tem a opção de resgatar o valor exercido caso não queira continuar com o contrato ou fique endividado e não possa continuar pagando.

Adicionalmente, o valor é amortizado acrescido de juros e conversão monetária. No que você quer ajudar quando sair das dívidas, né?

Temporário

É um tipo de seguro contratado por um período determinado. Então, digamos que você precise de uma cirurgia e queira manter sua família segura. O seguro só pode ser contratado pelo período exigido.

Ou durante o ano letivo de seus filhos para garantir que eles tenham os recursos para continuar seus estudos. Existem muitas opções.

No entanto, este tipo de seguro não é reembolsável. Isso significa que o valor pago no final do contrato ou na rescisão do contrato não é devolvido.

Garantias e coberturas de seguro de vida

Quando falamos em seguro de vida, e o próprio nome é uma indicação forte, o mais comum é o que faz a cobertura da morte do titular.

Portanto, os beneficiários recebem o valor definido da apólice em caso de falecimento do titular.

Além disso, este seguro pode incluir alguns tipos diferentes que podem ser contratados em conjunto ou separadamente, que são:

  • Assistência funeral;
  • Despesas hospitalares e/ou médicas;
  • Incapacidade temporária;
  • Incapacidade acidental permanente, total ou parcial;
  • Doenças graves.

É importante ressaltar que a cobertura depende muito do que a seguradora tem a oferecer e do contrato que o titular está contratando.

Cuidado ao escolher o seguro de vida

Ter um seguro de vida é muito importante e é por isso que você deve ter um pouco de cuidado ao procurar uma companhia de seguros para contratar.

  • Procure bem todas as opções;
  • Escolha um agente de segurança;
  • Seja muito honesto no questionário de risco;
  • Leia e entenda todas as cláusulas antes de assinar.

Quanto custa o seguro de vida?

Quando falamos em seguro de vida, é comum que pensem que o valor mensal é alto, mas isso é um erro. O valor pode ser baixo e pode caber no seu orçamento.

Claro que alguns fatores como a seguradora, o valor da apólice ou mesmo uma doença que o titular já tenha podem afetar esse preço.

No entanto, você deve verificar com sua seguradora para obter as informações mais precisas e saber exatamente quanto seria o seguro de vida para você.

Vale a pena ter um seguro de vida?

Se você se preocupa com o bem-estar financeiro da sua família e teme não estar por perto para manter essa segurança, então a resposta é sim, vale a pena.

Ter um seguro de vida dá mais confiança para as pessoas que não querem deixar um ente querido em dívida funerária, por exemplo.

Além disso, é possível resgatar o valor total da apólice após o prazo estipulado, o que também ajuda na vida, em caso de ajuste financeiro.

Em qualquer caso, é necessário analisar bem o orçamento financeiro e verificar se o pacote se encaixa sem apertar, para tomar uma decisão mais precisa.