É falso que o pix será tributado a partir de 2023.

Parece que o sistema de transmissão Pix vai ficar aqui no Brasil. Milhões de brasileiros já utilizam essa ferramenta para pagar ou receber dinheiro eletronicamente de forma mais rápida. Nas eleições deste ano, começou a surgir a ideia de que o sistema poderia começar a ser tributado. No entanto, isso é apenas uma notícia falsa.

Não há indícios de que a campanha do presidente eleito Lula (PT) esteja sequer explorando a possibilidade de taxar as transações da Pix. Segundo notícias falsas, o governo passaria a cobrar uma taxa por cada transferência. Mas a equipe do PT nega que essa tenha sido a intenção do presidente eleito.

Também não é verdade que o futuro governo planeja abolir o sistema. Assim, o cidadão pode ter certeza. Pelo menos a partir de 1º de novembro de 2022, não há indicação de que haverá alterações significativas no sistema PIX. A regra geral deve ser que tudo permaneça como está e quaisquer alterações sejam feitas para melhorar o sistema.

Vale lembrar que o processo de transferência do Pix foi criado por funcionários do Banco Central (BC) e os estudos começaram durante a gestão do ex-presidente Michel Temer. Logo depois, o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) não fez mudanças, e Lula deve se comportar da mesma forma pelos próximos quatro anos.

Na verdade, todo cidadão pode criar um pix para chamar de seu. Para isso, basta abrir o aplicativo do seu banco no seu celular e criar sua própria chave. Assim, o indivíduo poderá receber e transferir dinheiro de forma mais rápida e conveniente.

Fake news

Recentemente, até o portal de notícias UOL teve que comentar a fake news que estava circulando. A montagem compartilhada trazia o selo da teia.

“É falso que o UOL tenha publicado que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que passaria a tributar transferências bancárias via Pix após reunião com banqueiros”, dizia uma postagem no site durante o segundo turno da eleição presidencial. eleições..

“Não há matéria sobre esse tema e o UOL Confere já publicou uma negação do suposto apoio de banqueiros petistas em troca do cancelamento do Pix”, acrescenta nota no site, negando outra notícia falsa que circula na internet.

[Total: 4 Votos: 2.8]

Deixe um comentário