BLACK SHARK 4 CELULAR GAMER POTENTE , POUCA BATERIA

O Xiaomi Black Shark 4 Pro já possui mais de um ano desde o seu lançamento. Entretanto, o celular gamer continua apresentando uma potência que surpreende em diversos momentos do seu uso.

Isso se deve ao fato de a gigante chinesa ter aplicado no dispositivo a plataforma Snapdragon 888, que era o chip mais potente da época. Esse hardware também era utilizado em smartphones topo de linha disponibilizados pela marca naquele momento.

Todavia, existem alguns pontos negativos que precisam ser apontados a respeito do Black Shark 4 Pro.

Quer saber tudo em detalhes? Então, confira a nossa análise completa.

Prós

  • Tela de 144 Hz
  • Gatilhos físicos para aprimorar o uso em jogos
  • Carregamento rápido a 120 W
  • Ótimo desempenho
  • Boa câmera macro

Contras

  • Bateria com autonomia baixa
  • Interface visualmente esquisita
  • Falta de estabilização para filmagens
  • Ausência de uma conexão USB-C na lateral

Design e construção

Assim como outros celulares caracterizados como gamer, o Black Shark 4 Pro traz em seu design diversos detalhes diferenciados. Na parte traseira, há alguns desenhos que ajudam a identificar o aparelho da Xiaomi.

  • Dimensões: 16,3 x 7,6 x 0,9 cm
  • Peso: 215 gramas

No verso, existem alguns desenhos que fazem alusão ao nome do smartphone, bem como um triângulo invertido com LEDs no qual podem ser configuradas diferentes cores para se adaptar a funções específicas do celular.

Na parte fotográfica, a chinesa aplicou um módulo de câmeras, centralizado e com três lentes na horizontal. Em sua lateral direita, está o botão de energia e os acionadores dos gatilhos táteis retráteis (pop-up).

Já na lateral esquerda está o botão para controle de volume e a gaveta com espaço para dois chips SIM de operadora. Infelizmente, não existe um compartimento para expansão do espaço interno via cartão microSD.

Traseira do Xiaomi Black Shark 4 Pro (Imagem: Ivo/Canaltech)

No topo do aparelho está um dos alto-falantes, e o outro encontra-se na área inferior. Junto com essa saída de som, existe a conexão 3,5 mm para uso de fones de ouvido e a entrada USB-C com foco no carregamento do dispositivo.

Algo que eu senti falta no Shark 4 Pro e já vi em outros modelos de celulares da categoria gamer, como o Lenovo Legion Duel e o ROG Phone 5, é uma entrada USB-C na lateral do aparelho para facilitar a recarga.

O fato de ele exigir muito mais potência continuamente nos jogos faz com que a bateria seja drenada rapidamente. Logo, ter uma opção de conexão no espaço que não desfavoreça o posicionamento do smartphone na jogatina, bem como evite o dano ao fio, é uma vantagem.

“Os gatilhos em formato pop-up são um diferencial muito interessante aplicado no Xiaomi Black Shark 4 Pro. Nos jogos, faz todo o sentido ter essas ferramentas

para auxiliar na jogabilidade.”— Jucyberimage

imageimageimage+6

Tela

A tela do Xiaomi Black Shark 4 Pro traz características atrativas para quem é gamer, como é o caso do painel Super AMOLED de 6,67 polegadas. Esse tamanho é mais do que o suficiente para proporcionar conforto na visibilidade dos conteúdos.

Outro ponto que se destaca nesse display Full HD é a fidelidade de cores, pois o nível de brilho e contraste trabalhados pela empresa chinesa nesse visor fazem com que a usabilidade seja de alto nível em diferentes situações, seja ao assistir a séries, navegar na web ou jogar.

Em complemento a esses aspectos, a tela possui taxa de atualização de até 144 Hz. Dessa forma, a fluidez alcançada na jogabilidade é outro diferencial obtido pelo público gamer com esse smartphone.

Tela de 144 Hz do Xiaomi Black Shark 4 Pro (Imagem: Ivo/Canaltech)

Uma vantagem desse smartphone é a opção de poder configurar a frequência mais alta, que é definida para “Natural” na interface do aparelho, mas também poder reduzir para 90 Hz — Estável — ou 60 Hz — Normal — para evitar o gasto de energia na navegação sem a necessidade real.

O entalhe utilizado no Xiaomi Black Shark 4 Pro é no formato de furo Infinity-O, pois só existe o recorte compacto para abrigar a lente de selfies. Sendo assim, o aproveitamento frontal é superior a 85%.

Configurações e desempenho

Por se tratar de um smartphone gamer topo de linha, o Black Shark 4 Pro trouxe para o mercado em suas configurações o hardware mais avançado em uso nos modelos dessa categoria.

Assim sendo, o celular traz em seu interior a plataforma Snapdragon 888, que era o chipset premium para modelos com o sistema Android no período em que o aparelho foi anunciado. Obviamente, a CPU entrega um desempenho de alta qualidade e focada no uso contínuo de maneira mais robusta.

Em complemento a esse desempenho, a Xiaomi disponibiliza três versões 8 GB, 12 GB ou 16 GB de memória RAM, bem como 128 GB, 256 GB ou 512 GB. O aparelho tem velocidade atrativa em qualquer ação executada, desde as tarefas cotidianas que envolvem a abertura de vários apps simultaneamente até os jogos mais pesados.

SAIBA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.