Garena regulamenta emulador: “Melhorar qualidade”

A Garena decidiu impôr uma regulamentação e adequação aos campeonatos não oficiais de emulador de Free Fire. A desenvolvedora afirma que o regulamento, que entra em vigor já nesta quarta-feira, é uma medida que visa “melhorar a qualidade” das competições, sendo preciso segui-lo para usar o Client Spec (sala aérea). As novas regras, publicadas inicialmente pelo site Free Fire Mania, incluem mudanças que não agradaram a comunidade, tal como a obrigatoriedade de ter dois jogadores do mobile em ação nas partidas.

Gameloop é o emulador de Free Fire oficial da Garena — Foto: Reprodução

Gameloop é o emulador de Free Fire oficial da Garena — Foto: Reprodução

– Visando melhorar a qualidade dos campeonatos e torneios não oficiais de Free Fire, a partir de 18 de agosto, será necessário seguir um novo regulamento para a liberação e uso do Client Spec. As novas regras incluem direcionamentos que garantem unidade entre as competições e promovem um ambiente digital mais seguro a todos os participantes, equipes e fãs – declarou a Garena ao ge.

A sala aérea é uma sala personalizada do Free Fire com o recurso de visualização da partida de modo espectador como numa câmera de drone. É utilizada nos campeonatos transmitidos pela BOOYAH!, plataforma oficial da Garena, como é o caso da Liga NFA, maior torneio de Free Fire emulador do Brasil.

Taça da Liga NFA, maior campeonato emulador do Free Fire no Brasil — Foto: Reprodução

Taça da Liga NFA, maior campeonato emulador do Free Fire no Brasil — Foto: Reprodução

Outros pontos tornaram polêmicas as novas regras, o que fez o termo “Garena Desgraçada” entrar para os trending topics do Twitter nesta quarta-feira. A obrigatoriedade de uma dupla de jogadores do mobile é uma delas. Diz o item:

A Garena também impõe regras de formato e premiação. As organizações não podem utilizar os nomes dos times que estão nas Séries A e B da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF), e jogadores e equipes dessas divisões devem ser previamente autorizados pela empresa a participarem do torneio emulador. A premiação deve ser de até 30% da etapa vigente da LBFF.

Além disso, a Garena torna obrigatório respeitar regras de boas práticas, fair play e de comportamento. Exemplos são o campeonato ter moderação no chat, não poder compartilhar a conta com outro jogador, não cometer trapaça ou hacking, não abusar de bugs, não promover apostas relacionadas a torneios da Garena, não proferir ofensas ou comentários ofensivos de qualquer natureza, nem discriminação.

SAIBA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.